Blog - WebStorm Internet

Novidades

Estudo sobre o e-commerce nacional no 1º semestre

8 de agosto de 2018
Osni
por

Osni Feiges

Estudo sobre o e-commerce nacional no 1º semestre

Elaborado pelo Neoatlas, o E-commerce Radar é um dos estudos mais completos sobre o comércio eletrônico nacional, trazendo análises e insights sobre o mercado. Em mais uma edição, o estudo apresenta um balanço sobre o e-commerce brasileiro nos primeiros seis mesos do ano, além de traçar os caminhos para o segundo semestre.

Veja os principais highlights dessa nova versão, atualizada, do estudo:

– Com o aumento da penetração de smartphones, a parcela de compras por dispositivos móveis cresceu de 11% para 34% entre 2017 e o mesmo período de 2018;

– A dependência dos e-commerces nos marketplaces é evidente em quase todas as categorias, sendo que 35% das vendas são efetuadas neste canal;

– O e-commerce brasileiro é muito dependente das buscas do Google para conquistar clientes. Cerca de 60% das transações on-line acontecem após uma busca no site;

– A taxa de conversão média do e-commerce brasileiro no 1° semestre 2018 se manteve em 1,4%, mesma média de 2017;

– Mais de 82,3% dos carrinhos gerados no e-commerce brasileiro são abandonados;

– O número de pedidos teve um acréscimo de 13,5%, quando comparado ao 1° semestre 2017;

-Em torno de 30% dos pedidos captados tiveram frete gratuito;

– Na média do ano, a região Sudeste representou 66,7% dos pedidos no país, liderando o ranking;

– Os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro apresentam as maiores taxas de conversão, com respectivamente 1,6%, 1,5% e 1,6%;

– As cidades de São Paulo e Rio de Janeiro representam mais de 35% dos pedidos nacionais;

– Seguindo o comportamento dos últimos anos, o cartão de crédito se mantém como líder em opção de meio de pagamento, totalizando mais de 62% dos pedidos captados.

A metodologia para este estudo envolveu a agregação dos dados de vendas de mais de 1.000 lojas on-line de todos os portes, conectadas ao Neoatlas.

Fonte: E-Commerce News

E-Commerce cresce em junho

18 de julho de 2018
Osni
por

Osni Feiges

E-Commerce cresce em junho 23,9%, aponta Mastercard.
O mercado varejista brasileiro manteve crescimento modesto no mês de junho. Segundo o SpendingPulse, Indicador de Varejo da Mastercard, excluindo as vendas de automóveis e materiais de construção, o volume de vendas totais do mês apresentou expansão de 0,9%, se comparado ao mesmo período de 2017. A média do segundo trimestre foi positiva, totalizando 2,7% de crescimento – quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

De acordo com a análise de César Fukushima, Economista-Chefe da Mastercard Advisors no Brasil, o modesto volume de vendas deste mês está relacionado aos impactos da Copa do Mundo FIFA de 2018 no varejo. “Apesar de datas comemorativas, como o Dia dos Namorados, terem puxado os resultados para cima, o comércio em geral foi prejudicado pelos jogos, o que não foi compensado nos outros dias do mês”, revela.

Cinco setores tiveram crescimento acima do indicador de vendas totais: móveis e eletrodomésticos, supermercados, artigos farmacêuticos, material de construção e artigos de uso pessoal e doméstico. Apenas os setores de combustíveis e vestuário apresentaram performance abaixo da média.

As vendas do e-commerce registraram aumento de 23,9% em junho, na comparação ano a ano. Neste canal de distribuição, o setor de eletrônicos teve um desempenho superior à média, enquanto os setores de móveis, artigos farmacêuticos, vestuários e hobby & livraria ficaram abaixo deste número.

Para os próximos meses, a perspectiva de crescimento modesto permanece, uma vez que o resultado das vendas no varejo está sendo impactado pela alta taxa de desemprego no país, pela queda da confiança do consumidor e pelas incertezas do ambiente econômico atual.

Desempenho nas regiões brasileiras: As regiões Norte (2,1%), Nordeste (0,9%), Sul (1,7%) e Sudeste (1,1%) tiveram desempenho acima da média, enquanto Centro‑Oeste (-2,3%) ficou abaixo do registrado pelo varejo, em comparação com o mesmo período do ano anterior.
Fonte: E-Commerce News 

Dia dos Namorados, Pesquisa mostra o comportamento do e-consumidor

15 de junho de 2018
Osni
por

Osni Feiges

Nos últimos anos, o Dia dos Namorados tem se mostrado uma das datas comemorativas mais importantes do e-commerce nacional. De olho nesse avanço, a Social Miner divulgou um relatório completo sobre o comportamento do consumidor e das vendas no período.

Os dados compilados pelo estudo apontam que a categoria Eletrônicos lidera o ranking com maior ticket médio obtido na data, totalizando R$ 2.041, seguido por Eletrodomésticos (R$ 1.876,40), Hotéis e Viagens (R$ 1.318,29) e Multivarejo (R$ 621,82). No geral, o ticket médio durante o período analisado foi de R$ 235,17. As categorias de Beleza e Saúde, Moda e Informática, tiveram a maior participação em vendas.

Veja outros insights do estudo:

– Apenas 8% das pessoas que compraram algo no período do Dia dos Namorados já eram clientes das lojas;

– Os meios de pagamento mais utilizados pelos consumidores no período foram o cartão e o boleto. O cartão representou 64,9% das operações de venda;

– 26% do tráfego em direção aos sites de e-commerce partiram das campanhas de Google Adwords, seguido por Google Orgânico (24%), Tráfego Direto (12%) e E-mail Marketing (11%);

– Em relação à média do ano passado, os homens aumentaram sua participação nas vendas em 6,3 pontos percentuais, passando de 35,1% para 41,4%.

O relatório, completo, pode ser baixado pelo endereço https://conteudo.socialminer.com/relatorio-dia-dos-namorados-2018

Para o estudo, foi considerado o comportamento de 25 milhões de pessoas cadastradas na base da Social Miner, 27.235 transações registradas pela Vindi e os registros de mais de 1.200 sites cadastrados na base da Neoatlas no período compreendido entre 22 de maio e 12 de junho de 2018.

Fonte: E-Commerce News 

Correios devem levar 15 dias para normalizar entregas

5 de junho de 2018
Osni
por

Osni Feiges

Os Correios informaram que, em consequência da greve dos caminhoneiros, deixaram de entregar cerca de 85 milhões de objetos postais, entre encomendas e mensagens.

Sábado passado (2), foram realizados mutirões nas unidades que receberem carga para distribuição. A estimativa é de que em cerca de 15 dias as entregas estejam normalizadas.

Segundo a estatal, o acúmulo ocorreu pois os veículos da empresa não conseguiram chegar ao seu destino por causa de bloqueios nas estradas ou devido à falta de combustível. Em dias normais, os Correios entregam aproximadamente 25 milhões de objetos diariamente.

Os serviços com dia e hora marcados (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária) permanecem temporariamente suspensos. Os demais serviços de encomendas, como o Sedex convencional e o PAC, foram mantidos e tiveram apenas o prazo de entrega ampliado.

“Com o término do movimento grevista, os Correios trabalham para regularizar as operações e normalizar todos os serviços”, afirmou a empresa em nota.

Fonte: e-commercebrasil

Página 1 de 1212345...10...Última »