Blog - WebStorm Internet

Novidades

Uma ferramenta de Business Intelligence pode auxiliar até mesmo pequenas empresas do mercado virtual

1 de novembro de 2013
Jean Bail
por

Jean Bail

O mercado virtual é composto por empresas de faturamento milionário, empresas de pequeno porte e também por empresas recém-chegadas no e-commerce.

É visível que a quantidade de informações sobre clientes, produtos e nichos de mercado é muito maior em grandes empresas do mercado online, pois é diretamente proporcional ao número de pedidos realizados na loja virtual.

Esta relação de proporção muitas vezes põe em discussão a necessidade de um software de B.I. em empresas menores, com pouca informação disponível, colocando esta importantíssima ferramenta em uma baixa escala de prioridade pelos gestores.

Contudo, é importante destacarmos que ferramentas de B.I. conseguem cruzar informações de inúmeras fontes, aumentando assim a gama de dados para auxilio na tomada de decisão. Ou seja, não importa o volume absoluto de transações que uma empresa de menor porte possui, já que com uma pequena amostragem, é possível extrair milhares de dados valiosos por meio de cruzamentos específicos.

Podemos tomar como exemplo uma empresa com um grande número de lojas físicas e mais de 20 anos varejo, a qual está há menos de um ano no mercado virtual. Neste caso, os dados da loja virtual podem parecer irrelevantes na tomada de decisão, mas se mesclados com o histórico de vendas de 20 anos de varejo, podem ser extremamente úteis no planejamento de campanhas de marketing direcionadas ao e-commerce, buscando trazer clientes tradicionais das lojas físicas também para loja virtual. O cruzamento de informações pode estender-se ainda mais, mesclando bases de e-mail marketing, dados do departamento de compras, RH, logística e tendências do mercado.

Um software de B.I. não trabalha sozinho, mas com um bom planejamento e o envolvimento de todos os setores da empresa, poderá se tornar uma ferramenta essencial para a tomada de decisão, independente do tamanho ou faturamento da empresa em questão.

Caso você queira saber como uma ferramenta de B.I. pode alavancar o seu negócio, entre em contato conosco.

Black Friday, prepare-se!

25 de outubro de 2013
Foto Bruno
por

Bruno Porto

O Black Friday Brasil é uma das datas que vem ganhando a confiança dos consumidores, gerando um grande movimento no mercado de e-commerce no país. Em sua quarta edição, o evento que acontece no dia 29 de novembro é uma ótima oportunidade para que os internautas façam compras a preços baixos nas principais lojas virtuais do país. Já para os lojistas, a data representa também a antecipação das vendas natalinas. Diante da expectativa dos resultados, é necessário que as lojas se organizem e planejem sua atuação para a data com antecedência. Os lojistas devem estar alinhados com seus fornecedores para promover descontos reais e com capacidade de entrega, montando um estoque adequado, para o grande volume de vendas.

 

A expectativa para este ano, é que as vendas sejam superiores ao previsto do indicador anual do e-commerce, que fala em um aumento de 24% nas vendas. O evento, tradicionalmente atribuído aos norte-americanos, chega ao Brasil com a promessa de potencializar as negociações pela internet e é uma boa oportunidade para que os lojistas conquistem novos consumidores. Para isso, é preciso que os lojistas invistam em planejamento prévio para atingir o sucesso esperado, é importante lembrar: o planejamento deve ser realizado por todos os envolvidos no processo, como os fornecedores, agências e empresas de hosting. Sem isso o processo não será de qualidade aos olhos do cliente.

 

Entre as estratégias para chegar aos bons resultados de vendas no Black Friday, todos os pontos do negócio devem estar voltados para a fidelização do cliente.  Além de um preço competitivo, o lojista deve buscar alternativas de entregas rápidas e promover o frete grátis, por exemplo. Se nesse momento ele provar ao consumidor que tem estrutura e organização de atendimento, as chances que esse cliente retorne ao seu site são reais.

Somos finalistas no Prêmio Pororoca 2013 – Categoria Melhor E-commerce.

24 de outubro de 2013
Foto Bruno
por

Bruno Porto

Horas intermináveis de negociação com o cliente, aprovação de layouts, estudos de usabilidade, revisão de textos, testes e mais testes, e enfim, o resultado.

Somos finalistas do Prêmio Pororoca, honraria criada pela Abradi (Associação Brasileira das Agências Digitais) para estimular e reconhecer bons projetos dentro da comunicação digital brasileira. Ao todo, nesta segunda edição, são oito categorias que vão escolher projetos de destaque dentro de áreas como melhor e-commerce, melhor website e melhor solução mobile.

A WebStorm concorre na categoria melhor e-commerce. Os vencedores serão conhecidos no dia 30 de outubro, em evento que acontece em São Paulo.

Agradecemos a todos nossos clientes pela confiança e parceria!

Leia mais.

10 fatores cruciais para assegurar o sucesso do seu e-commerce

16 de outubro de 2013
Lívia Loos
por

É normal sentir-se confiante ao entrar no mundo do comércio eletrônico, afinal, há cada vez mais compradores virtuais. Mas é preciso ficar atento para não cometer alguns erros comuns nesse mercado em ascensão. Confira abaixo, alguns fatores que podem assegurar o sucesso dessa nova parte dos seus negócios:

Design: a peça chave do site

Com certeza você já ouviu falar que “a primeira impressão é a que fica”. Verdade ou mito, essa citação encaixa perfeitamente quando o assunto é o design de um site. Sim, a primeira coisa que um cliente em potencial repara (e a peça chave do site) é o seu design. Portanto, é fundamental que sua empresa volte às atenções a elementos como: estrutura de navegação, apresentação do produto, cópia, depoimentos e prova de segurança. Esses são alguns dos elementos que, juntos, atribuirão uma impressão geral (e positiva) do seu negócio.

Usabilidade: guarde essa palavra

Criar uma navegação fácil e intuitiva é sinônimo de pensar, de criar estratégias. Concentre-se em usabilidade colocando seus produtos de forma que os mesmos façam sentido, como por exemplo, por categorias e subcategorias. É importante também, deixar seus produtos apresentáveis em uma grade limpa, com rótulos adequados, proporcionando uma visualização e leitura de qualidade.

Descomplique a compra

Oferecer segurança e praticidade aos consumidores na hora da compra é imprescindível. Sendo assim, vale anotar algumas medidas básicas:
Evite confundir o consumidor com a estrutura de navegação do site;
Não dificulte a realização dos seus pedidos;
Evite perguntas muito pessoais;
Mostre a ele que não é preciso sentir-se inseguro na hora de utilizar o cartão de crédito.
Seguindo essas quatro medidas, não há porque o consumidor sair do seu site para procurar outro. Descomplique!

Tenha um plano de marketing

Há milhões de websites mundo a fora, com milhões de clientes em potencial. O que conduzirá o consumidor a comprar no seu site e não em qualquer outro? Uma boa estratégia de marketing. Busque otimizar suas máquinas, pagar pelos clicks, pop-under’s, anúncios de banner e afiliados.

Prepare-se para o sucesso:

Atualmente, negócios online tornam-se sucesso em pouco tempo. Se você faz parte desse mercado, prepare-se! Crie um plano de ação para lidar com um repentino e grande número de pedidos de produtos. Planeje antes de vender online. O que pode parecer uma ótima venda para um carrinho de compras no momento, pode não ser capaz de lidar com os pedidos em alguns meses.

Entrega: fique atento aos prazos

Não há nada melhor para manter a clientela do que trabalhar com métodos rápidos e eficientes de entrega. Se a sua empresa promete entregar dado produto em até cinco dias úteis, o produto terá de ser entregue nesse prazo e nada além. Não cumprir prazos acarreta na má reputação e perda de confiabilidade por parte dos clientes.

Especialização

Foque e invista em um determinado produto e com ele faça a sua boa reputação. Não se esqueça que “reputação” é o ingrediente fundamental para se alcançar uma meta no mundo online.

Conheça a marca

Descubra onde sua marca se encaixa no mercado. A partir disso, ajuste a forma como sua marca é percebida e como ela se posiciona perante outras marcas que concorrem no mesmo mercado. Se a sua marca já está estabelecida, certifique-se que seu título esteja direcionado ao público alvo correspondente.

Conheça seus clientes

O primeiro passo é identificar o seu público-alvo, e a partir daí extrair outras informações a eles relacionadas como: dados demográficos, faixa etária, campo de interesse, etc. Desse modo você direciona sua estratégia e faz com seus clientes se sintam à vontade com o design do site. Esse é o primeiro passo para se conquistar a confiança de um cliente. Faz com que sua loja inspire confiança e confiabilidade. Tudo isso garante a sua empresa uma posição de destaque no mercado.

Google: ferramenta de busca

A pesquisa é muito importante. Ao preconceber o design de um site fique atento, pois esse deve incluir, com destaque, um campo de busca adequadamente planejado. Executar com sucesso uma série de tratamentos criativos para o campo de pesquisa, nunca é um elemento descartável. Conhecer o seu público-alvo vai ajudar a definir a importância dessa ferramenta, e utilizar bons fundamentos para o projeto ajudará a determinar o local, estilo, textos e chamadas apropriadas.

Página 11 de 13« Primeira...910111213